sábado, 16 de maio de 2009

Ventos mexicanos


Faz algum tempo que não mostro nada de novo aqui neste outro lado e hoje só me apetece escrever. Penso que será o primeiro post em muito tempo que não segue acompanhado de fotografia. Neste interregno algumas coisas boas aconteceram – foi mesmo falta de vontade a razão porque não deixei aqui nota – como a ida a estadia e a vinda da maratona BTT de Portalegre onde passei por alguns lugares interessantes e pude rever a Andrea que conheci em Outubro passado, os jantares em minha casa e, ter-me livrado de um grande trinta e um.
Por partes.
A maratona foi uma verdadeira aventura, que começou durante a semana com a tentativa de arranjar alojamento e providenciar o transporte das bicicletas, aumentou no dia anterior com a necessidade de arranjar pedais e sapatilhas num dia feriado em que as lojas estavam todas fechadas porque me tinha esquecido das minhas, safar-me de uma multa por excesso de álcool a duzentos metros do alojamento já passava da meia-noite e, já no dia da prova, ter chegado tarde à partida e ter arrancado em ultimo lugar – nada que nos atrapalhasse, passamos alguns participantes e acabamos a meia-maratona num tempo razoável.
Dos jantares em minha casa as cobaias têm sido a M. e a P.. Os jantares são modestos mas penso que aos poucos começo a apanhar-lhe o jeito e elas têm ajudado.
Livrei-me de um grande trinta e um porque agora já conto com trinta e dois anos de idade no papel. Foi calminho, sem grandes festejos, e a todos os que mandaram mensagens agradeci; aos outros agradeço na mesma porque não ligo nada a isso. Não é indiferente, está claro, mas está-se bem na mesma.
E nestes entretantos fui à consulta do viajante onde a médica que me atendeu aconselhou-me a não ir aos Estados Unidos da América por causa da gripe A. Na altura fiquei convencido pois é uma certeza que não quero “ir com os porcos” mas agora estou indeciso, pois passei meses a matutar nisto e não me quero alarmar indevidamente! Esta indecisão vai durar alguns dias – sendo que já tenho em mente um plano B (e até um plano C!) – aceitam-se sugestões, opiniões e até apostas convertíveis em bolas de berlin. Para quem optar por esta ultima, as probabilidades actuais são: todos contra a Lola.

Musica: Mexico City – Jolie Holland.

Post-scriptum: Ao Hélder que comentou o post “Pocinho – Barca d’Alva”, não tenho por habito responder a comentários, por isso, manda-me o e-mail que eu terei muito gosto em responder ao que queres saber.
18 Mai 2009 - deixei uma pergunta no forum do Road Trip America, para acompanhar ...

2 comentários:

Sandra Rocha disse...

Nunca decidas pelo plano A :)
Beijokas amigo.

Mau Feitio disse...

toda a gente morre... mais cedo ou mais tarde. a diferença está na realização pessoal enquanto se vive.