quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

ÁLVARO CUNHAL - Sete Fôlegos do Combatente


«
Mas subjacente a esta organização expositiva há, neste meu trabalho, uma outra linha fundamental para o seu conhecimento. Trata-se dos seus sobressaltos ideológicos e viragens tácticas para abrir caminhos, quase sempre surpreendentes, mesmo para os que o acompanhavam mais de perto, que tanto podiam seguir-se a uma grande vitória como a grandes dificuldades ou derrotas. São os seus fôlegos, como me habituei a chamar-lhes. Contei sete fôlegos, que assinalo e documento, ao longo do período em que acamaradámos «Sete fôlegos», que na sabedoria popular constituem o reconhecimento de uma capacidade invulgar de resistência de um combatente, o que ele foi acima de tudo. Assim cheguei ao título que escolhi para este livro: - Sete Fôlegos do Combatente.
»


Retirado do livro "ÁLVARO CUNHAL - Sete Fôlegos do Combatente" de Carlos Brito.

1 comentário:

The journey of the Blue Man disse...

O menino do "PP-CDS" a ler Cunhal? A tua cara-metade já conhece o teu passado?