sábado, 4 de fevereiro de 2012

O Processo 95385

«A universidade era um meeting point para os políticos. O acima exposto explica bem porque é que os políticos procuravam a universidade e porque é que a universidade precisava deles. Sem criar laços com o sistema, não era possível ter sucesso.
O jovens ambiciosos procuravam nela algum título para decorar a sua ignorância. Tivemos muitos alunos provenientes das chamadas «jotas». Como em tudo, não se deve generalizar, mas a realidade é que a maioria queria o diploma apenas por uma questão de respeitabilidade externa. Faltavam o mais que podiam às aulas, procuravam inventar as mais estranhas épocas de exame e o curioso é que a lei os favorecia: bastava uma candidatura qualquer e todo o processo de avaliação era subvertido. Não me recordo dos favores concretos, mas recordo um laxismo e desinteresse completo pelo saber por parte da maioria desses jovens. Saber, para eles, é conhecer quem mexe os cordelinhos na concelhia, quem nomeia o director do hospital e por aí adiante.»


Retirado do livro "O Processo 95385 - Como Sócrates e o Poder Político Destruíram uma Universidade" de Rui Verde.

Sem comentários: